O mercado de finanças entende o dólar futuro não como uma moeda física — que podemos utilizar para fazer compras, mas como algo que pode valorizar ou desvalorizar futuramente. Assim, saiba que as transações envolvendo esse tipo de dólar não consideram apenas a cotação do dólar hoje, pois se tratam de contratos de compra ou venda em que você negocia na data presente o valor do dólar em uma data futura.

Continue lendo e saiba mais…

Há um tempo, operar na bolsa era algo considerado extremamente difícil e complexo, ao acesso apenas de quem sabia absolutamente tudo sobre o assunto.

Hoje, no entanto, vem se tornando um desejo comum entre grande parte das pessoas, justamente por perceber a atratividade dos rendimentos apresentados pelos ativos de renda variável. E com o dólar futuro não é diferente.

Ele emerge como uma das principais opções para quem quer ganhar dinheiro — e quem não quer, não é mesmo? O dólar é a principal moeda do mercado, sendo uma das bases da economia mundial. Ele é usado em cerca de 87% das transações, sendo um dos ativos mais negociados na Bolsa de Valores.

Além de comprar a moeda de fato, existem outras modalidades, como fundos cambiais e as negociações no mercado futuro.

Uma das explicações é que, em uma crise econômica de proporções globais, é natural que investidores resgatem seu dinheiro de países emergentes, mais instáveis, e invistam em títulos do Tesouro americano, que é mais seguro.  

As moedas estrangeiras sofrem variações constantes e, em muitos casos, têm um valor superior ao Real. Por consequência, os ganhos obtidos em aplicações feitas nessas moedas também potencializam os lucros do investidor.

Nesse cenário, investir em dólar, euro e em outras moedas que sofrem valorização quando comparadas ao Real se torna bastante interessante e, diante da crise econômica, muitos investidores ficaram interessados nessa alternativa.

Para obter bons resultados, é preciso estar atento aos sinais do mercado e entender o momento certo de entrar ou sair da posição. Analise o comportamento gráfico do minidólar, como os pontos de mínima e de baixa em um determinado período. 

Os gráficos permitem traçar linhas de tendência, médias móveis e afins, que podem facilitar a sua análise. Mesmo que o comportamento passado não seja garantia de preço futuro, os gráficos ajudam a trazer perspectivas bem interessantes. 

Também existe a estratégia de tape reading, que é a leitura dos movimentos de compra e venda de minidólar. Com ela, é possível identificar o fluxo dos negócios fechados, facilitando a identificação de alta ou de baixa. 

Agradecemos Seu Voto!

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *