Muita gente tem o desejo de mudar de vida, embora não saiba exatamente o que fazer para chegar lá. Afinal, se dinheiro não compra felicidade, ao menos resolve perrengues e abre caminho para a conquista dos nossos sonhos.

Continue lendo e saiba mais…

Quando você prospera, sua vida muda para melhor, a começar pelas noites mais tranquilas. Isso porque, com as contas em dia, dá para encostar a cabeça no travesseiro e dormir sem preocupações.

O saldo positivo na conta também abre espaço para pensar no futuro. É possível guardar dinheiro, garantindo segurança para os momentos de escassez ou crise econômica.

Então, com um patrimônio financeiro consolidado, sobram recursos para você realizar sonhos. Seja a compra da casa própria, seja uma viagem pelo mundo, tudo fica mais fácil de conquistar.

O que faz algumas pessoas alcançarem a prosperidade financeira e vivenciarem com abundância e felicidade, enquanto outras passam anos em trabalhos insatisfatórios que lhes pagam muito pouco? O que faz a diferença na maneira como cada um se relaciona com o dinheiro?

O primeiro passo da jornada em busca da prosperidade financeira é saber diferenciá-la da riqueza. Muitas pessoas acreditam que ser rico é ser próspero, mas não é bem assim. Ser rico significa que você conquistou o dinheiro (por meio do trabalho, de uma herança ou mesmo de seus rendimentos com propriedades e outros investimentos).

Riqueza é uma fonte detentora do dinheiro. Ser próspero, por outro lado, significa que você gera dinheiro. Prosperidade é a fonte geradora.

Em uma analogia, podemos dizer que a prosperidade é como um imenso lago, com uma nascente limpa e cachoeiras, de onde você pode retirar os peixes para se alimentar e continuar a viver nele, ao mesmo tempo em que você gera prosperidade.

Isso significa que ser rico não é suficiente? O que queremos dizer é que ser próspero significa gerar riqueza por meio do empreendedorismo e da doação, entre outras formas. Você pode ser rico, mas, se for próspero, alcançará uma felicidade ainda maior.

E, ao assumir essa atitude de prosperidade em tudo o que lhe aparece, você alcança também a tão buscada prosperidade financeira. É por isso que as pessoas de sucesso desejam ser prósperas (e não ricas).

A verdadeira qualidade de vida não se resume ao dinheiro, mas inclui também o sucesso pessoal e profissional, a saúde, os relacionamentos com a família e os amigos. Ser realmente próspero significa viver ao máximo, extraindo o que há de melhor nos campos físico, mental, espiritual e emocional da vida.

Agradecemos Seu Voto!

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.